quarta-feira, 29 de março de 2017

Professora da Ufba toma posse na Academia de Letras da Bahia


A escritora e professora Edilene Dias Matos (foto), do Instituto de Humanidades, Artes e Ciências Prof. Milton Santos (Ihac) da Universidade Federal da Bahia (Ufba), toma posse na cadeira de número 13 da Academia de Letras da Bahia (ALB). A solenidade acontece nesta quinta-feira (30), às 20h, no palacete Góes Calmon, sede da ALB, localizado no bairro de Nazaré, em Salvador. A cadeira 13 foi ocupada anteriormente pela acadêmica Myriam Fraga, que morreu em fevereiro de 2016. A saudação à nova titular vai ser feita pelo confrade Fernando da Rocha Peres. 

Escolhida no dia 25 de julho de 2016, Edilene tem uma trajetória como profissional ligada às letras e, de modo geral, à cultura, incluindo um olhar especial para a temática das poéticas da voz e das culturas populares. “Insisto que os escritores, poetas, ensaístas, vocês todos, fazem parte daquele grupo de artistas cujo trabalho é incansável com as palavras, gestos, imagens. Esta casa é o abrigo certo para estes artistas”, disse a nova acadêmica após a sessão de eleição, conforme matéria com foto publicada no site da Ufba.

Edilene Dias Matos é doutora em Comunicação e Semiótica pela Pontifícia Universidade Católica (PUC) de São Paulo. Fez Pós-Doutorado em Literatura e Cultura Brasileiras na Universidade de São Paulo (USP) e em Poéticas da Voz pela Université Paris-Ouest Nanterre La Défense. Foi professora da PUC de São Paulo e diretora do Departamento de Literatura da Fundação Cultural do Estado da Bahia. Na Universidade Federal da Bahia, atuou como coordenadora do Pós-Cultura. Foi também uma das fundadoras e primeira presidente da Associação Brasileira de Pesquisadores da Voz (Abravoz).


segunda-feira, 27 de março de 2017

Às vezes fera




 
Às vezes vazio
Às vezes plena
Às vezes sonho
Às vezes folha
Às vezes pássaro
Às vezes choro
Às vezes prana
Às vezes ira
Às vezes vento
Às vezes sol
Às vezes lua
Às vezes água
Às vezes onda
Às vezes som
Às vezes ego
Às vezes voz
Às vezes fera
Às vezes mansa
Às vezes nada
Às vezes tudo
Às vezes poema
Às vezes eu


Poema e foto de Graça Filadelfo
Editora do Blog Boa escrita




quarta-feira, 8 de março de 2017

STF isenta livros eletrônicos do pagamento de impostos


Uma boa notícia para o mundo literário. Em matéria assinada por André Richter (repórter) e Amanda Cieglinski (edição), a Agência Brasil informa que o Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu nesta quarta-feira (8) isentar livros eletrônicos, os 'e-books', do pagamento de impostos. Por unanimidade, os ministros decidiram estender o benefício já concedido a livros e jornais impressos. A deliberação da Corte também abrange os leitores de livros eletrônicos, os 'e-readers'. 

O Supremo  julgou um recurso do governo do Rio de Janeiro contra decisão da Justiça do estado, que estabeleceu a imunidade a uma enciclopédia jurídica armazenada em um CD digital. A decisão do STF põe fim a inúmeras medidas judiciais divergentes sobre a validade da imunidade a livros eletrônicos. O entendimento dos ministros deverá ser aplicada a mais de 50 ações que aguardavam o posicionamento da Corte sobre o assunto. Conforme  Agência Brasil, tendo por base a Constituição Federal, é vedado aos estados e à União instituir impostos sobre livros, jornais, periódicos e papel de impressão. (Crédito da foto: Fellipe Sampaio/SCO/STF).

sexta-feira, 3 de março de 2017

Dança o tempo

Bem o ano chega,
lá vão semanas,
meses.
Dança o tempo,
nessa engrenagem
sem contagem
regressiva.
Voam a Terra,
o Sol, a Lua.